Sopas de Pedra

 

Sopas de Pedra é muito mais do que um simples blog. É uma lição de ciência e de vida ministrada por A.M. Galopim de Carvalho, Professor jubilado da Universidade de Lisboa, geólogo e escritor.

Galopim de Carvalho ficou na memória de todos nós pela campanha pública que liderou pela preservação das pegadas de dinossauro da pedreira de Carenque, um dos trilhos mais longos até então descobertos.

Figura carismática, de simpatia magnetizante, e comunicador emérito, colocou Portugal no mapa mundial do estudo dos dinossauros e, à partida mais improvável, colocou os dinossauros no espectro de atenção dos portugueses. Desta sua luta, ficaram-lhe as célebres gravatas alusivas e o terno cognome de “o avô dos dinossauros”.

É um símbolo nacional da defesa e preservação do património cultural e científico, nomeadamente de sinais marcantes da riquíssima evolução da história natural.

Galopim de Carvalho é licenciado em ciências Geológicas pela Universidade de Lisboa (1959) e doutorado em Geologia pela mesma Universidade (1969). Mas “a sua vida dava um filme” porque foi carpinteiro, aprendiz de sapateiro, caixeiro de mercearia, ferrador de cavalos, alimentou leões no circo, vendedor de material de escritório e delegado de informação médica.

A pedido do próprio, aqui fica a  –

“ADVERTÊNCIA AOS LEITORES

Com os textos, geralmente curtos, inseridos neste blogue, é meu propósito comunicar com uma franja de leitores, o mais alargada possível, desde os meus pares na vida profissional ao cidadão comum e aos mais jovens, consumidores de literatura adequada às respectivas condições etárias. Assim, deles constarão, sem outra regra que não seja a do acaso, temas de natureza científica e pedagógica, de divulgação e de opinião, crónicas do presente ou do passado, contos infantis e juvenis e, porque não, uma vez por outra, uma receita culinária (tema que sempre me interessou). Do conjunto constam peças expressamente escritas para este local de comunicação, outras em duplicação de artigos saídos na Imprensa, actuais ou passados (sempre que se considere necessário relembrá-los), e outros retomados de obras publicadas, como curtos excertos, julgados de interesse recuperar”.

É, por isso, um prato para todos os gostos, idades e dietas. A receita é boa, os ingredientes de primeira qualidade e, no final, a satisfação garantida.

Vamos às  Sopas de Pedra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s