Holodomor

Um pouco por todo o Mundo onde existem comunidades Ucranianas, Portugal incluído, comemora-se esta semana o trágico 79º aniversário do Holodomor, ou “mortos pela fome“, numa tradução livre do ucraniano.

A premeditação criminosa do Holodomor por parte do regime de Estaline, com o objectivo de subjugar o espírito livre e nacionalista do povo ucraniano, permanece envolta em controvérsia política, assente em motivações ideológicas e nacionais.

As fomes, impostas, de 32-33 terão alegadamente afectado, embora em muito menor escala, outras regiões da então URSS que não só a Ucrânia, apesar de esta ser, como se aprendia nos compedêndios possíveis da geografia económica, o “celeiro da Rússia”, de facto uma das regiões de maior densidade de produção cerealífera em todo o mundo.  A imposição do horror da fome a outras regiões da então URSS leva algumas correntes político-ideológicas a contestar a noção de genocídio defendida pela Ucrânia, muito impulsionada pelo anterior presidente Viktor Yushenko.

Mas, política aparte, o que realmente importa, são factos indesmentíveis e impressionantes.

Entre 1932 e 1933, os investigadores estimam que entre 7 e 10 milhões de ucranianos e moldavos (então parte do território ucraniano) tenham morrido à fome em resultado de vários factores combinados: o brutal aumento das cotas de produção exigidas aos agricultores, a colectivização e confisco da produção, a nacionalização de todos os alimentos e o consequente (não)abastecimento das populações através de senhas de racionamento.

Em 2003, nas Nações Unidas, 25 países, entre os quais a Rússia e a Ucrânia, assinaram uma declaração conjunta a propósito do 70º aniversário do Holodomor, onde se afirmava:

In the former Soviet Union millions of men, women and children fell victims to the cruel actions and policies of the totalitarian regime. The Great Famine of 1932–1933 in Ukraine (Holodomor), which took from 7 million to 10 million innocent lives and became a national tragedy for the Ukrainian people. In this regard we note activities in observance of the seventieth anniversary of this Famine, in particular organized by the Government of Ukraine.

Honouring the seventieth anniversary of the Ukrainian tragedy, we also commemorate the memory of millions of Russians, Kazakhs and representatives of other nationalities who died of starvation in the Volga River region, Northern Caucasus, Kazakhstan and in other parts of the former Soviet Union, as a result of civil war and forced collectivization, leaving deep scars in the consciousness of future generations

Em 2006, a Verkhovna Rada (Parlamento) da Ucrânia considerou o Holodomor “genocídio”.

Em 2008, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução classificando o Holodomor como “Crime contra a Humanidade”.

Em 2010, a Assembleia Parlamentar do Conselho Europeu declarou que as fomes de 32-33 foram causadas pela “cruel and deliberate actions and policies of the Soviet regime” sendo responsáveis pela morte de “millions of innocent people in Ukraine, Belarus, Kazakhstan, Moldova and Russia”

Pessoalmente, sou particularmente sensível a este tema porque tive a felicidade de viver quase 3 anos em Kyiv, ente 1997 e 2000. Desse período, guardo as mais gratas recordações e uma memória emocional que descrevi aqui.

As cerimónias comemorativas são tradicionalmente iluminadas por milhares de velas, com especial concentração nos memoriais espalhados por todo o país. Em Kyiv, este ano, o fotógrafo Sergey Dolzhenko, viu-as assim:

20121126-171149.jpg

20121126-171223.jpg

20121126-171233.jpg

20121126-171239.jpg

20121126-171247.jpg

20121126-171305.jpg

Fotografias: Sergey Dolzhenko/EPA/Lusa

One response to “Holodomor

  1. um post enriquecedor e de divulgação de cerimoniais colectivos que têm os seus (fundados) motivos. Outra virtude: a possibilidade de dar o ‘salto’ ao post ‘Kyiv’ , excelente reportagem de ‘outras coordenadas’. Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s