Margarida Araújo

 Para a Margarida

20120824-000506.jpg

Rumo ao quadrante Sul,
Ali onde o olhar se aquieta e a Lagoa se agasalha de nortadas.
Uma bateira vermelha desliza, espelhada, por entre armadilhas e limos.
Rota ondulante, conduzida à vara, desenha incertas margens.
Cansada, dorme por vezes em camas de areia coberta com lençóis de nevoeiro.
Por aqui as cabanas vestem-se de caniços. São abrigos de gente e artes, idênticas, alinhadas, sempre com vista para o azul.

A sul,
por entre lendas e marés
encontro-me a pescar retratos:
um caranguejo de perfil,
amêijoas e berbigões num retrato de grupo,
um polvo em grande pose,
uma enguia de corpo inteiro,
um robalo em contra-luz.

E a Lagoa, de braços abertos,numa enorme panorâmica!

(Texto e fotografia: Margarida Araújo, in Lagoa de Óbidos. 4 quadrantes. 20 olhares ed. Mar d’ Água, 2008)

One response to “Margarida Araújo

  1. Margarida Araújo

    Que boa recordação eu tenho deste trabalho conjunto em torno de uma paixão comum. Beijo amigo. Obrigada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s