Istanbul

istanbul3

istanbul4

istanbul5

Adoro Istanbul !

Tal como adoro Marrakesh, Saigão, Dakar, Addis Ababa, Jaipur, Bangkok, Cairo, Bombaim ou Jerusalem, cidades de outros tempos e de outras gentes, de outras Histórias e de outras culturas, de outras cores e de outros cheiros. A (des)organização caótica, o contraste, a diversidade, o inesperado e o insólito, a surpresa a cada esquina, fazem-me sentir, estranha e confortavelmente, em casa.

Mas Istanbul é, talvez, o extremo do (aparente) paradoxo. O cruzamento do mundo e da História. Um turbilhão que corre da Europa à Ásia, da Cruz ao Crescente, do Oriente ao Ocidente, de Sultanahmet a Galatasaray, entre os Mares nas pontas do Bósforo, de Çemberlitas ao Grand Bazaar, de Hagia Sophia à Mesquita Azul, de Suleiman, o Magnífico, a Ataturk.

Aqui fica um conjunto de imagens que fiz recentemente em Istanbul. Optei pelo preto e branco, numa singelíssima homenagem ao one-and-only fotógrafo de Istanbul, o grande Ara Guler.

Um conjunto mais alargado de imagens, cerca de 50, está no meu site JMPhoto, na página “Andanças”.

Espero que gostem.

istanbul1

istanbul2

istanbul6

istanbul7

istanbul8

istanbul9

4 responses to “Istanbul

  1. Como não gostar ?! A opção pelo preto&branco é uma forma diferente de ver quadros que na realidade são plenos de cores, contrastes. Parabéns também pelo texto

  2. Parabens pelo texto, como, aliás, os merecem os outros textos publicados. No caso do autor, Words don´t fail. As fotografias são muito especiais, uma visão inesperada de Instambul. Mas, não posso deixar de ter saudades da multitude de cores que pintam a cidade e do contrate delas com a luz extraordinária que a ilumina. É verdade, no entanto, que a ausência delas nos fixa mais no que se mostra, sem distracções. Parabéns e obrigada por partilhar.
    Parabéns!

    • Muito obrigado pela visita e pelo comentário, Dulce.
      Tem toda a razão, a(s) cor(es) e o(s) cheiro(s) das cores são parte da alma de Istanbul. Uma vez, tive o privilegio de viajar pela India com o Steve McCurry, que me dizia que fotografa o que vê e que vê a cores …
      Pessoalmente, confesso que gosto do dramatismo do preto e branco mas, aqui, o que procurei foi um pouco o caminho de Ara Guler, The Eye of Istanbul, um fotografo extraordinário, que a convido a descobrir. Aliás, quando voltar a Istanbul, não deixe de passar na Ara Café, no prédio do atelier do próprio que, alias, por lá ainda para por detrás de um café turco, na juventude dos seus 90 anos. Imperdível, como Istanbul.

  3. Que trabalhos espectaculares!🙂
    Gostei imenso!🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s