Eusébio

20140106-030909.jpg

20140106-004101.jpg

(ilustração que, suponho, ser de autoria de Maria Salavessa Guimil)

Sobre o Futebolista, já tudo foi dito e será, muito justamente, redito e revisto. Foi um dos melhores de todos os tempos, talvez o melhor (assim o disse Don Alfredo di Stefano) ou, pelo menos o que mais possibilidades de acompanhar a evolução fisica, tactica e técnica do futebol até aos dias de hoje, com o mesmo nivel de genialidade, qualidade e eficácia.

Sobre o Homem, relembra-se, muito justamente, a humildade, a simplicidade, o desportivismo, o culto da amizade, a alegria de viver e, claro, a paixão pelo futebol, pelo Benfica e por Portugal.

Tive dois privilégios.

Vi jogar Eusébio as vezes suficientes para recordar a genialidade do seu talento. Ao vivo, não tantas como teria gostado porque, para meu azar, deixou o Benfica no época de 74/75, ano em que cheguei a Lisboa. Antes disso, eram as épicas 4as feiras europeias, com saida das Caldas a meio da tarde para vencer os longos 82 kms em versão pre-autoestrada. Uma das últimas vezes que o vi na Luz, do alto do 3o anel foi na festa de homenagem que o Benfica lhe fez, em finais de 73, um “Eusébio x Resto do Mundo”. Foi o célebre jogo do castigo ao Humberto e ao Toni, que levou à saida de Jimmy Hagan e onde se estreou um rapaz que, no ano seguinte, chegaria ao Benfica, chamado Bento. Foi há 40 anos.

Anos mais tarde, no inicio dos anos 90, tive a felicidade de o conhecer pessoalmente e de com ele conviver em longas noite de conversa. Jantávamos, então, com alguma regularidade, no Restaurante “A Paz”, na Ajuda. O restaurante era conduzido pelo António, ancorado na cozinha sabedora de sua Mulher. Por voltas e contra voltas da vida, acontecia nessa altura coincidirmos, com alguma frequencia, a jantar sozinhos o Eusébio, o Tenente Coronel Melo Antunes, recem-chegado da UNESCO, e eu. Assim me vi, deslumbrado, entre duas das figuras maiores do Portugal contemporaneo. Por sugestão do António (por amizade, mas tambem para não lhe ocupar mais uma mesa…) acabei por beneficiar de horas e horas de conversa, estórias e História, em jantares memoraveis, que se prolongavam até desoras, pela noite dentro, já com porta fechada e o António à mesa. Com, suponho, alguma empatia com ambos, o encontro foi-se mantendo e durante alguns meses, jantámos pelo menos todas as 5a feiras.

Depois, por mais reviravoltas da vida, aquela tertúlia improvável foi-se espaçando até que desapareceu.

Desde essa altura, nunca mais vi Melo Antunes. Nem sequer me pude despedir porque, quando ele partiu, vivia eu no estrangeiro.

Encontrei Eusébio mais algumas vezes, no Estádio ou na Tia Matilde, onde ele almoçava, encontros apenas de circunstancia. Recordei-o quando, há uns anos atrás, fiz questão de me perder, sozinho, pelas ruas da Mafalala até encontrar um recinto de cimento numa praceta onde, numa bar à conversa com os habitantes locals, me disseram: “sabes, mano, antes isto era terra, era aqui o campo onde o Eusébio jogava”. Verdade exacta, ou nāo, eu escolhi acreditar. Agora que partiu, não me poderei despedir porque, de novo, vivo no estrangeiro. Para mais, vivo agora em Londres, o palco da meia final de 66 e infausto cenário de uma das mais tocantes fotografias do futebol mundial. O Futebolista enquanto Homem.

20140106-030055.jpg

Tive a rara oportunidade e o privilegio de conviver com duas pessoas extraordinárias, dois Homens bons, de uma simplicidade desarmante e de uma inteligência (cada um no seu lugar) finíssima. Já cá nāo estão, mas talvez partilhem hoje uma mesa cumplice, onde quer que estejam. Que Descansem em Paz.

(Nunca mais voltei a “A Paz”, já passaram mais de 20 anos. Vou lá uma destas noites, in memoriam).

3 responses to “Eusébio

  1. Vítor Félix

    Também por esses desaparecimentos o País vai empobrecendo. Forte abraço, meu irmão!

  2. Também vi jogar Eusébio, num tempo em que o “Magalhães” era a ardósia e em vez de “youtube”, era através das fotografias do Nuno Ferrari que revíamos a magia de Eusébio.

  3. obrigado pelo sensível testemunho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s