Cecil

Um energúmeno chacinou – premeditada, cruel, cobarde e traiçoeiramente – Cecil, o leão icone do Zimbabwe. Pagou 50.000 dólares, contratou caçadores furtivos, montou uma armadilha. Cecil foi atraído para fora dos limites do Parque Hwange com um isco preso a um veículo, encadeado com um foco potente, objecto de tiro alvo com arco e setas (confessamente o “método” preferido da besta que o matou), deixado a sangrar por 40 horas, liquidado a tiro, decapitado (o troféu) e esfolado.

O assunto tem sido profusamente coberto pelos media e gerado movimentos de revolta a nivel planetario. Basta escrever “Cecil” em qualquer motor de busca.

Nao vale a pena tentar, sequer, compreender as motivações da bestialidade humana, a mais perigosa e letal especie ao cimo da Terra. Ainda por cima, quando os seus mais desgraçados exemplares são, simultaneamente, pretensamente instruídos e responsaveis.

O energumeno em questão é, alegadamente, médico nos EUA. Percorrendo a net, podemos vê-lo ostentado a barbárie que pratica, exibindo os seus “troféus”: mais leões, leopardos, rinocerontes, ursos negros. Alega que “é uma actividade que adora e que pratica de forma legal e responsável…”, adianta que “se soubesse que era Cecil, ainda para mais um leao monitorado electronicamente pela Universidade de Oxford, não o teria morto…”. Exemplar…

Nunca vi Cecil, mas tive já a felicidade de ver leões em liberdade, no seu habitat natural. Aqui fica a minha homenagem a uma das mais magnificas criaturas sobre a Terra.

Fotografias: JMPhoto

  

  

  

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s